xxxss

O avanço chegando. A Flyability, um desenvolvedor de drones da suíça,  lançou um drone interno equipado com um sensor de radiação especificamente para a realização de inspeções em instalações nucleares. O Elios 2 RAD foi projetado para ajudar a manter baixos níveis de exposição à radiação para trabalhadores de instalações nucleares. Ele faz isso ocupando o lugar do pessoal, sempre que possível, para a coleta de dados visuais e de radiação, e fornecendo dados de alta qualidade para o planejamento de intervenções que requerem exposição, de modo que possam ser reduzidas ao mínimo.

DAAAS

Equipado com um detector Geiger-Muller com compensação de energia, o Elios 2 RAD pode detectar radiação durante o vôo por meio do aplicativo de pilotagem da Flyability. O drone é fornecido com três sensores capazes de medir taxas de dosagem dentro de uma faixa de 3 microsieverts por hora a 10 sieverts por hora. Após o voo de inspeção, os engenheiros nucleares podem usar o software Inspector 3.0 da Flyability para mapear a radiação ao longo da trajetória de voo do drone, mostrando a localização exata dos níveis de dose perigosos dentro de uma instalação nuclear. Eles também podem reproduzir o voo de inspeção dentro do Inspector 3.0, usando-o para ver as medições da taxa de dose exibidas.

xxddswas

De acordo com a Flyability, o Elios 2 RAD pode ser rapidamente implantado de uma área não contaminada para avaliar os riscos e perigos em caso de vazamento ou incidente. Ao planejar intervenções, o drone pode ser usado para estimar a dose total a que os trabalhadores seriam expostos e identificar pontos quentes para minimizar a exposição humana. Também pode ser usado para avaliar quanta exposição foi evitada após uma intervenção e ao longo do tempo, aproveitando a medição de radiação cumulativa do Elios 2 RAD.

zzssss

O CEO da Flyability, Patrick Thévoz, disse que “O Elios 2 RAD representa o primeiro capítulo em nossos esforços para criar drones internos direcionados especificamente para cada um de nossos principais setores, acelerando nossa missão de usar robôs em vez de pessoas para trabalhos perigosos de inspeção interna. Ele tem o potencial de reduzir significativamente a necessidade de os inspetores serem expostos à radiação prejudicial ou aos riscos de entrada em espaços confinados para fins de realização de inspeções de rotina.” Os drones Elios 1 e Elios 2 já são amplamente utilizados em usinas nucleares em todo o mundo, principalmente nos Estados unidos.  Seu uso reduziu a duração das interrupções e evitou a necessidade de andaimes e outras estruturas temporárias caras necessárias para a realização de inspeções manuais.