qiTSg1NxiB_kAE

A Enauta começou a semana com bons motivos para comemorar. Seu principal ativo, o campo de Atlanta, alcançou hoje (26) a marca de 18 milhões de barris produzidos desde o início de sua operação, em maio de 2018. Localizado na Bacia de Santos, o campo hoje opera por meio de um Sistema de Produção Antecipada (SPA), o FPSO Petrojarl I, em lâmina d’água de 1.550 metros. Atualmente, Atlanta está produzindo através de dois poços. Em agosto, está prevista a retomada da produção do terceiro poço do SPA.

Em comunicado ao mercado para celebrar o mais recente feito, a Enauta destacou que uma conjugação de diferentes tecnologias foi exigida para possibilitar a elevação do óleo pesado do campo, com baixo teor de enxofre, até o FPSO. “Esse óleo atende às recomendações da IMO 2020 – regulamentação internacional que determina a redução de emissões de dióxido de enxofre – e possui excelente aceitação no mercado internacional. Devido a essas vantagens, a produção do Campo de Atlanta tem sido comercializada nas refinarias com prêmio em relação à cotação do Brent”, frisou a empresa.

Como já noticiamos, a Enauta está atualmente no processo de contratação do FPSO definitivo do campo. A unidade terá capacidade de produzir 50 mil barris por dia e será conectada a seis poços produtores (podendo chegar a oito). Três deles já fazem parte do SPA. A estimativa é de que a conclusão do processo se dê em um prazo de dez a 12 meses, sendo finalizado assim em meados de 2022.

Fonte: https://petronoticias.com.br/atlanta-bate-a-marca-de-18-milhoes-de-barris-e-enauta-preve-contratar-fpso-do-campo-ate-meados-de-2022/