sss
dss

A Neoenergia acaba de energizar uma nova subestação e uma linha de transmissão no Sertão da Paraíba. O empreendimento, entregue com 21 meses de antecipação em relação ao prazo contratual da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), contribuirá com o escoamento da geração de energia  na região, onde a companhia já possui três parques eólicos em operação e está construindo outros 15 no complexo Chafariz, o  primeiro trecho do lote 6 do leilão de transmissão de dezembro de 2017. A nova subestação, Santa Luzia II, será o ponto de conexão ao Sistema Nacional Interligado (SIN) para dois estratégicos empreendimentos de geração renovável da Neoenergia. Um deles é o Complexo Eólico de Chafariz, que se encontra com 20 unidades geradoras, que correspondem a 69,3 MW de capacidade instalada, em fase de testes, com significativa antecipação em relação ao plano de negócios. O outro é o parque solar Luzia, cujas obras foram iniciadas em maio e será primeira da companhia para geração fotovoltaica centralizada. Ao todo são  345 quilômetros de linhas de transmissão, sendo 124 quilômetros interligando a Subestação de Campina Grande III (ampliação) com a Subestação Santa Luzia II (subestação nova) e 221 quilômetros interligando a SE Santa Luzia II com a Subestação Milagres III (ampliação). Ao longo das obras, foram criados 1.160 empregos diretos.

O trecho da linha tem 124 quilômetros de extensão, com tensão em 500 kV, entre os municípios de Santa Luzia e Campina Grande. Fabiano Uchoas (foto), da Neoenergia, disse: “Com a entrega do projeto de transmissão, poderemos ampliar o fornecimento de energia limpa, contribuindo com o fortalecimento da fonte eólica e o desenvolvimento sustentável. São importantes ativos para a companhia, que estão alinhados à meta global de descarbonização da Iberdrola, nosso acionista controlador. Além disso, auxiliam na confiabilidade do sistema elétrico na região”.

O início da operação da linha permitirá escoar a energia gerada pelo Complexo Eólico de Chafariz, que já está com 20 unidades geradoras em fase de testes, correspondendo a 69,3 MW de capacidade instalada. Ao todo, o empreendimento terá 15 parques, sendo um dos maiores projetos de geração eólica da Neoenergia no país e da Iberdrola na América Latina. O empreendimento terá capacidade instalada de 471,2 MW e terá parte da sua energia voltada ao SIN e outra ao Ambiente Livre de Contratação (ACL). Serão instaladas 136 turbinas com capacidade unitária de 3,465 MW, uma das mais modernas do mercado, que atualmente estão em fase de montagem e comissionamento.

Fonte: https://petronoticias.com.br/neoenergia-antecipa-ligacao-de-uma-subestacao-e-uma-linha-de-transmissaoo-no-sertao-da-paraiba-em-21-meses/