fpso

A nova edição do Informe Petropolítica, elaborado pela FGV Energia, discute neste mês os fatores que afetarão os preços do petróleo no cenário internacional daqui em diante. No curto prazo, a entidade aponta as circunstâncias relacionadas à pandemia e à recuperação econômica pós-pandêmica. O documento pode ser lido na íntegra gratuitamente neste link.

A publicação lembra que os Estados Unidos estão com um pacote de estímulo de US$ 1,9 trilhões, além de estarem vacinando grande parte de sua população, o que vem restaurando de forma lenta a demanda. Na Europa, que está tomando as mesmas medidas, só que de forma menos veloz, também há sinais de recuperação da demanda. Enquanto isso, na China, a vacinação não tem avançado como esperavam, mas o país tem conseguido controlar a situação com vigilância eletrônica e lockdowns.

Já sobre a oferta, o informe da FGV Energia diz que a capacidade ociosa da Arábia Saudita ditará o passo e a disciplina do controle artificial proporcionado pela OPEP+. “O cartel já vem dando sinais de que deseja aumentar a produção. Se forem rápidos em atender a demanda, os preços se manterão nos patamares que conhecemos hoje, entre 60-65 dólares por barril”, projetou a instituição. “Caso não acompanhem, a pressão causada pelo descasamento pode elevar os preços a patamares em torno de 80 dólares, segundo análise da IHS Markit”, completou.

Fonte: https://petronoticias.com.br/fgv-energia-lancou-publicacao-sobre-fatores-que-afetarao-os-precos-do-petroleo/