Plataforma P-70, instalada no campo de Atapu, na Bacia de Santos

De olho no avanço de suas atividades de exploração e produção, a Petrobrás começa nesta quarta-feira (7) uma licitação que visa contratar serviços especializados de suporte às atividades de engenharia, planejamento e gestão empresarial na Unidade de Negócios da Bacia de Santos. O contrato tem um orçamento referencial de quase R$ 122 milhões e prevê atividades tanto no regime onshore quanto no offshore, em plataformas da estatal instaladas na bacia. O prazo para envio de propostas começou hoje e a abertura de envelopes está agendada para o dia 30 de abril. A lista de atividades previstas no escopo do edital é extensa, com 21 itens, que vão desde suporte a monitoramento remoto até o auxílio de melhoria de processos da área operacional da petroleira.

A abrangência do processo de licitação será nacional e o contrato para a vencedora da disputa garantirá serviços por pelo menos 3 anos. Uma das muitas  atividades previstas no contrato será o suporte especializado ao monitoramento remoto de equipamentos de grande porte e plantas de processamento. Neste ponto, a companhia que faturar a concorrência poderá propor ou implantar novos indicadores, métodos ou ferramentas com o objetivo de aperfeiçoar e otimizar a atividade de monitoramento.

petroleiro

Outras atividades que estarão no escopo do contrato serão o desenho, a implantação e a melhoria de processos. O objetivo é identificar processos que suportam as áreas operacionais e associá-los a cadeia de valor de exploração e produção da Petrobrás. A futura contratada também poderá desenhar a situação atual e futura, diagnosticando lacunas e oportunidades de melhoria nos processos.

Na parte de gerenciamento de projetos, a licitante vencedora irá realizar planejamento de atividades físico-financeiras e controle de recursos críticos para a gestão dos projetos. Também será responsável por assessorar as gerências no desenvolvimento do modelo de gerenciamento de projetos específicos para paradas programadas e não programadas em todas as disciplinas. Além disso, vai ajudar na elaboração e controle das paradas programadas de manutenção das plataformas instaladas na bacia. Toda a documentação e o edital da licitação (7003432604) estão disponíveis no site da Petronect.

FPSO Carioca

Como é de conhecimento do mercado, a Bacia de Santos terá ainda mais importância no futuro da Petrobrás, especialmente por conta do projeto de Búzios, a joia da coroa da companhia. Nos últimos dez anos, a empresa implantou otimizações para reduzir custos no desenvolvimento de projetos da região. Falando especificamente de exploração, o tempo de perfuração e conclusão de poços na área do pré-sal da Bacia de Santos diminuiu 64% em 2020 na comparação com 2010. No último ano, a companhia gastou, em média, 117 dias para perfurar e completar um poço naquela região.

De 2021 até 2025, a estatal colocará em operação 10 novas plataformas em operação na Bacia de Santos. Isso deve aumentar sua capacidade de produção em cerca de 1,8 milhão de barris por dia. Para este ano, o cronograma original da empresa aponta para dois novos FPSOs: Carioca, no campo de Sépia; e Guanabara, no campo de Mero.

Fonte: https://petronoticias.com.br/petrobras-abriu-hoje-concorrencia-para-servicos-de-engenharia-e-planejamento-na-bacia-de-santos/