diretores

Da esquerda para direita, em sentido horário: Andrea Almeida, André Chiarini, Carlos Oliveira e Rudmiar Lorenzatto

Debandada na diretoria executiva da Petrobrás, às vésperas da troca de comando da estatal. Na noite desta quarta-feira (24), a companhia confirmou que quatro de seus diretores comunicaram ao Conselho de Administração que não têm interesse em renovar seus respectivos mandatos para um novo período. Vão acompanhar Roberto Castello Branco e sua saída pela porta dos fundos. São eles: Andrea Almeida (diretoria financeira e de relacionamento com investidores), André Chiarini (diretoria de comercialização e logística), Carlos Alberto Pereira de Oliveira (diretoria de exploração e produção) e Rudimar Lorenzatto (diretoria de desenvolvimento da produção).

Os mandatos desses diretores chegaram ao fim no último dia 20, juntamente com o final da gestão de Castello Branco na presidência da petroleira. Contudo, assim como seu chefe, os diretores permanecerão cumprindo seus deveres e obrigações até a posse de seus respectivos sucessores, o que deve ocorrer após a realização da Assembleia Geral Extraordinária da companhia, marcada para o dia 12 de abril.

Caso não haja nenhuma outra saída nos próximos dias, o novo presidente da Petrobrás, general Joaquim Silva e Luna terá ao seu lado uma diretoria praticamente renovada. Da era de Castello Branco, até o momento, só restaram três diretores: Nicolás Simone, um grande profissional, jovem e talentoso, (diretoria de transformação digital e inovação),  Rodrigo Costa Lima (diretoria de refino e gás natural) e Roberto Ardenghy (diretoria de relacionamento institucional e sustentabilidade),diplomata de carreia, experiente no setor de óleo e gás que cumpriu muito bem o seu trabalho. Além da não renovação dos quatro diretores anunciada hoje, a Petrobrás já havia informado no início de fevereiro que o Diretor Executivo de Governança e Conformidade, Marcelo Zenkner, manifestou a intenção de não renovar o seu mandato.

Fonte: https://petronoticias.com.br/quatro-diretores-anunciam-que-deixarao-a-petrobras/