petróleo
Óleo cru em trajetória de alta firme sob pressão de produção ainda menor (Imagem: REUTERS/Lucy Nicholson)

Depois de fechar na máxima de mais de um ano na quinta, com expansão de 4,2%, o petróleo está com fôlego renovado nesta sexta, e quer mais.

Dispara novamente na bolsa de Londres, onde o barril do Brent está subindo mais de 2%, a US$ 68,12 às 8h05 (Brasília).

Ontem, a gasolina já apresentava defasagem de R$ 0,32 sobre a paridade internacional. E gera expectativa de novo anúncio de aumento da Petrobras (PETR4).

O cenário repete a repercussão da reunião dos países produtores e seus aliados, agrupados na Opep+, que decidiram manter os cortes na produção que estão em vigor.

O WTI, benchmark nos Estados Unidos, também mantém o empuxo. Segue perto de US$ 65, sob alta de 1,64%

Fonte: https://www.moneytimes.com.br/petroleo-acelera-para-novo-recorde-e-vai-ampliando-defasagem-da-gasolina/