Estoques de petróleo aumentaram em 2,6 milhões de barris na semana passada.


Os preços do petróleo terminaram esta quinta-feira (21) praticamente estáveis, depois que dados do setor mostraram aumento inesperado nos estoques da commodity nos Estados Unidos, reacendendo preocupações relacionadas à demanda por combustíveis em meio à pandemia, mas esperanças de novos estímulos norte-americanos deram suporte ao mercado.

Os contratos futuros do petróleo Brent fecharam em alta de 0,02 dólar, a US$ 56,10 por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) recuou 0,18 dólar, para US$ 53,13 o barril.

Campo de exploração de petróleo no RN  — Foto: Getúlio Moura/Petrobras/Divulgação
Campo de exploração de petróleo no RN — Foto: Getúlio Moura/Petrobras/Divulgação

Ambos os contratos de referência haviam avançado nos dois dias anteriores, apoiados por expectativas de gastos massivos em alívio à pandemia de Covid-19 nos EUA, com o novo governo do presidente Joe Biden.

Na noite de quarta-feira, porém, dados do setor mostraram que os estoques de petróleo norte-americanos aumentaram em 2,6 milhões de barris na semana passada, enquanto analistas ouvidos pela Reuters esperavam queda de 1,2 milhão de barris.

A divulgação dos números oficiais sobre os estoques da commodity no país foi adiada em dois dias, para sexta-feira, por causa do feriado de Martin Luther King Jr. e da posse de Biden.”Estamos em compasso de espera até recebermos o relatório de estoques”, disse Phil Flynn, analista sênior do Price Futures Group em Chicago. “O mercado está aguardando para ver o que acontece com os estoques amanhã e com os estímulos mais para frente.”

Fonte: https://g1.globo.com/economia/noticia/2021/01/21/precos-do-petroleo-fecham-quase-estaveis-apos-aumento-inesperado-em-estoques-dos-eua.ghtml