qaqaaaq

Mesmo durante a pandemia, as equipes de engenheiros e técnicos da Liderroll não pararam de desenvolver novos projetos para a companhia. Agora, a empresa acaba de registrar, em vários Institutos de Propriedades Intelectuais, a sua mais recente patente: um revolucionário sistema de construção de dutos em morros e montanhas batizado de ExoWay. A solução criada pela Liderroll é para transpor morros e montanhas com até 90 graus de inclinação, tanto em ângulos ascendentes como descendentes. No caso de 90 graus, é perfeito para a construção de Shafts verticais. O Presidente  da companhia, o empresário e Engenheiro Paulo Fernandes, acredita que com essa nova tecnologia para métodos de construção de dutos, a Liderroll preenche uma lacuna especialmente importante, eliminando uma série riscos que as equipes ficam submetidos durante a construção e o lançar dessas tubulações  em morros, serras e montanhas. Quando maior o diâmetro dos dutos, maior a preocupação:

vvvvvvvv

Em todos os lançamentos construtivos de dutos, morro acima ou morro abaixo”, diz Paulo Fernandes, “o risco é enorme. As frentes de trabalhos ficam sempre sobressaltadas, devido exatamente a este problema. São peças grandes e muito pesadas. Tubos imensos e de difícil manipulação em plano inclinado. É preciso extremo cuidado para que não haja  acidentes com a tubulação; danos ao revestimento e escorregando graves com o solo molhado, capotagem das máquinas do tipo sideboom, das  escavadeiras, dos  geradores de energia; das máquinas de solda, e, principalmente dos funcionáriosSão todos esses ingredientes que elevam este risco,  tanto quanto  a má qualidade e a baixa integridade do duto”.

– Quais  as condições para o uso deste tecnologia?

foto0

–  Olha, é uma solução criativa que já fizemos inúmeros testes em nossa fábrica com protótipos em escala real: 1×1 com tubo de 28 polegadas x 12 metros. A forma construtiva consiste em se montar uma pequeno canteiro na base de um  morro (Fire Line), uma serra ou de uma  montanha. É lá nesta base onde ficam instaladas  todas as facilidades e os recursos para a movimentação dos tubos, suas inspeções, reparos e revestimentos. Tudo é feito ali.  Em um só local se concentra toda a logística, a  fiscalização, os  refeitórios, a geração de energia, o posto médico, o suprimento e gestão dessas atividades.

–  Essa nova tecnologia já pode ser usada nos novos projetos?

P1010808
P1010387

 Sim, claro. Já temos duas propostas na rua, mas devido ao COVID 19 e a retração natural do mercado, as definições foram postergadas.
Está nova técnica da Liderroll viabilizará  muitos projetos de trechos entre pontos próximos com montanhas no meio, por exemplo,  eliminando toda aquela operação de grande risco que vem da  necessidade de ter que se suprimir muita vegetação das matas e causar danos irreparáveis ao meio ambiente. Em geral,  é necessário que seja desmatado pelo menos  uma faixa de 20 metros de largura para circulação de camionetes, sideboom, enfim de todos os equipamentos e ferramentas necessárias.  A nova técnica Liderroll, a ExoWay, basicamente consiste em se montar uma faixa exclusiva direcional com geometria treliça da, projetada e adequada a cada projeto, não precisando desmatar mais do que uma estreita faixa de 1 metro de largura para a instalação de dois dutos de até 30 polegadas de diâmetro ou no máximo 3 metros para 4 dutos de mesmo diâmetro, dá para perceber que evolução?

– E qual é a capacidade dela?

P1010807

–  Ela tem a capacidade para se construir e lançar um, dois, três, quatro  ou mais dutos ao mesmo tempo. Para agilizar a pré-montagem, usamos um material leve como a fibra de carbono, o duro alumínio (Dural) ou um material compósito, para se fazer uma estrutura modular. Tudo de fácil transporte e montagem por encaixes e fixação Peça a peça. Todas elas são de encaixe rápido e aparafusadas por máquinas a bateria como na fórmula 1; com sua fixação ao solo através de chumbadores em rocha com reinas epóxi tixotropicas ou com pequena estacas  rotativas de sondas portáteis.

– E o que produz o movimento?

fffddd

– Nestas treliças irão instalados os roletes motrizes geração 3 da Liderroll, que farão o deslocamento de subida ou descida de toda coluna de dutos já soldada, inspecionada e pintada, para cima da montanha, acompanhado a trajetória descrita pela treliça. O tempo, a qualidade da coluna soldada e a segurança de toda a operação, não tem parâmetro de comparação com as técnicas conhecidas ate agora. É uma operação simples e muito rápida, eliminando as concentrações de tensão  e estresse nos tubos. Principalmente em seus pontos de inflexão e nas viradas dos cumes dos morros, pois todas as tensões dos dutos são descarregadas em ancoragens pré-definidas pelos estudos de flexibilidade da linha, fixadas em locais estratégicos na própria treliça de guia.

– E quanto a economia do processo?

gtgtgtg
bgf

 – Efetivamente não há comparação. Com o nosso método, não haverá a necessidade de se cavar valas ou cavalotes,  explodir rochas, muito comum neste tipo de faixa de duto. Dispensa, como já dito, qualquer tipo de ancoragem de estabilização do duto nas suas inflexões nos picos e cumes.  Não será mais preciso fazer a  recomposição de solo, como o  preenchimento e a compactação das valas, além da recomposição da vegetação ou recuperar os  danos aos revestimentos anticorrosivos dos dutos. A tubulação neste trecho  ficará aparente e estará  mais segura do que enterrada, uma vez que estará 100% estabilizada e ancorara a cada 12 metros,  dando-lhe a total estabilidade,  independente do tipo de solo.

– Há risco de vandalismo?

b

 Para se evitar vandalismos,  a própria treliça dificultará o acesso, bem como permitirá a inspeção visual caso algum vândalo tente instalar pontos de tomadas de drenos. Isso será rapidamente detectado ao contrário  quando o duto é enterrado,  onde nunca se consegue sabe onde estão estes drenos e o furto ocorre veladamente. Além disso,  caso o cliente desejar,  chapas de aço especiais poderão ser soldadas ao longo da treliça para fazer o fechamento de toda sua área, onde sensores de presença seriam instalados para detectar entrada de alguém  no interior  do invólucro, impedindo o acesso ao duto. Hoje em dia qualquer um pode cavar meio metro de  areia ou de solo, e já se tem o contato direto com qualquer duto construído no país eter acesso a tubulação, dependendo da cota de enterramento x diâmetro do duto.

wswswdd

– Então o ExoWay já está no mercado ?

– Não há dúvidas. Apenas o seu registro é de agora. Recentemente fomos consultados por duas empresas operadoras de dutos.  Uma em Santos e outra em Barcarena, no  Pará, onde a nossa nova solução foi o destaque como uma revolucionária opção construtiva. Eu diria que ela seria determinante para o sucesso dos projetos.

Fonte: https://petronoticias.com.br/liderroll-lanca-no-brasil-e-no-mercado-internacional-tecnologia-exoway-de-lancamento-de-dutos-em-serras-e-montanhas/