BENTO

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, participou na noite desta segunda-feira da cerimônia de abertura da feira Rio Oil & Gas 2020. Em sua fala, ele destacou que apesar dos impactos da pandemia, a previsão de investimentos na indústria nacional de petróleo e gás alcance US$ 415 bilhões nos próximos dez anos. Com esse volume de recursos, a produção de petróleo no Brasil deve saltar dos atuais 3 milhões de barris/dia, para cerca de 5,3 milhões barris/dia em 2030. Assim, o Brasil passará a figurar entre os entre os 5 maiores produtores e exportadores de petróleo do mundo.

“Nesse contexto, continuaremos engajados na implementação de ações que visem a manutenção e a melhoria de um ambiente propício ao pleno desenvolvimento da indústria de petróleo e gás natural do nosso país”, disse o ministro. “Apesar dos muitos desafios, o cenário se mostrava extremamente promissor para a nossa indústria”, acrescentou.

Albuquerque também lembrou da realização do Segundo Ciclo da Oferta Permanente, que acontecerá na próxima sexta-feira (4). Será o único leilão de óleo e gás do país neste ano. O ministro afirmou ainda que “2021 será um ano de oportunidades e muitas realizações”, apontando para iniciativas como a continuidade das Mesas Reate nos estados, o desenvolvimento do PróMar (programa para revitalização de áreas em águas rasas), a realização do leilão dos Excedentes da Cessão Onerosa, do 3º Ciclo da Oferta Permanente e da 17ª Rodada de Licitações do Modelo de Concessão. A programação da Rio Oil & Gas 2020 seguirá até a próxima quinta-feira (3). Neste ano, o evento está acontecendo no formato digital, em virtude da pandemia do coronavírus.