AQAQSSS

As empresas EnP, Oil Group e Porto Central, assinaram hoje (26) um memorando de intenções para desenvolverem o projeto de uma Refinaria no Espírito Santo.  O evento foi realizado em Vitória, com a presença do governador Renato Casa Grande. A RefinES está sendo estudada para ser implantada na área do Porto Central, um complexo industrial portuário no munícipio de Presidente Kennedy.  Segundo um comunicado do consórcio de empresas, “essa infraestrutura portuária em desenvolvimento e a proximidade com o Pré-sal são fatores determinantes para instalar este empreendimento neste local.”

A RefinES está na fase de estudos, onde estão sendo definidos os objetivos de produção, capacidades de processamento e as rotas tecnológicas. O seu desenvolvimento segue a metodologia de aprovação por passagem de portal, com escopos definidos ao final de cada etapa para tomada de decisões. O projeto é de uma refinaria modular que poderá ter a capacidade de processar 50 mil barris por dia, sendo a implantação do projeto em duas fases.  A primeira, com 30 mil barris por dia e a segunda com 20 mil.

Este empreendimento possui um investimento estimado em US$ 640 milhões (US$ 350 milhões na fase 1 e US$ 290 milhões na fase 2). A planta poderá processar o óleo offshore brasileiro, com 29° API, para produzir gasolina, óleo diesel,  gasolina, óleo diesel, GLP (gás liquefeito de petróleo) e MGO (marine gasoil), atendendo à demanda do mercado capixaba. A expectativa é que a RefinES entre em operação em 2 a 3 anos após a aprovação da última fase dos estudos, quando deverão seguir para as fases de implementação (contratação, construção e montagem) e operação. Assim a previsão para entrada em operação seria entre 2025 e 2026.