008_suta

A Petrobrás anunciou duas concorrências relevantes nesta semana, envolvendo equipamentos submarinos e serviços de conexão de dutos em plataformas. A primeira licitação abrange a aquisição de cinco unidades de terminação de umbilicais (UTA, na sigla em inglês) para a plataforma de Búzios 5, que será batizada de FPSO Almirante Barroso. Já a segunda disputa oferece um contrato de serviços de operação de sistemas de pull-in e pull-out de dutos submarinos em plataformas da estatal. As duas concorrências terão abrangência nacional e movimentarão o mercado dentro de poucos dias, já que a abertura de envelopes acontecerá ainda na primeira quinzena de dezembro.

As cinco UTAs que a Petrobrás pretende contratar para o projeto de Búzios 5 são equipamentos com a função de receber os comandos hidráulicos, sinais elétricos de baixa e média tensão, sinais de fibra óptica dos umbilicais e distribuí-los para outros equipamentos submarinos como a Árvore de natal molhada (ANM). O prazo para envio de propostas das licitantes interessadas na disputa começou nesta semana e a abertura de envelopes com propostas das empresas foi marcada para o dia 10 de dezembro.

FPSO Almirante Barroso será a quinta unidade de produção definitiva do campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos. O contrato de afretamento da unidade foi concedido para a japonesa Modec e, segundo a última atualização feita pela Petrobrás sobre as obras da embarcação, os trabalhos apresentam 47% de avanço físico. O navio-plataforma terá capacidade de produzir 150 mil barris de óleo por dia, com início de operação previsto para 2022.

pull4

Enquanto isso, a segunda licitação que está em jogo nos próximos dias busca serviços de operação de sistemas de pull-in e pull-out de dutos submarinos e locação de sistemas de guinchos para esses dois tipos de atividades em unidades de produção da Petrobrás. A abertura dos envelopes da disputa foi marcada para o dia 15 de dezembro.

Os serviços de operação desses dois tipos sistemas demandam frentes de trabalho offshore e onshore, além de materiais e equipamentos para realização dessas atividades. No caso do chamado pull-in, as operações consistem no recebimento e conexão de dutos submarinos (flexíveis e rígidos) e umbilicais de sistemas de produção, transferidos a partir de uma embarcação de lançamento. Já o pull-out abrange as atividades desenvolvidas para realizar a operação inversa.

Todas as documentações e editais da licitação dos UTAs de Búzios 5 (concorrência nº 7003355895) e dos serviços de operação de sistemas de pull-in e pull-out de dutos submarinos (concorrência nº 7003353161) estão disponíveis no site da Petronect.Compartilhar: