046d3199d612c33f04bf9957ad109633

Um novo recorde de produção para o campo de Mero, dentro do bloco de Libra. A área registrou média diária de aproximadamente 44 mil barris de petróleo produzidos em março, maior patamar desde o início da operação do ativo. O dado foi apresentado hoje (18) pela Petróleo Pré-sal (PPSA), representante da União nos contratos de partilha de produção.

A empresa também divulgou os números de outras áreas de produção do pré-sal. Somando a produção de Mero, Entorno de Sapinhoá e Tartaruga Verde Sudoeste, a produção média diária em março foi de 59 mil barris, resultado 16% maior do que o de fevereiro.

A PPSA disse ainda que a média diária do total do excedente em óleo da União em março foi de 12,3 mil barris por dia (bpd), sendo 6,7 mil bpd na Área de Desenvolvimento de Mero e 5,6 mil bpd no Entorno de Sapinhoá, nos três contratos de partilha de produção. “Em Tartaruga Verde Sudoeste, o excedente em óleo da União está sendo destinado à quitação do Acerto de Contas com o operador [a Petrobrás], oriundo da redeterminação do AIP (Acordo de Individualização da Produção)”, acrescentou a companhia, em nota.

O primeiro trimestre de 2021 foi o segundo melhor de toda a série histórica em termos de excedente em óleo da União, de acordo com a PPSA. Ao todo, durante o intervalo, esse volume foi de quase 1,0 milhão de barris (988,5 mil bbl). O melhor trimestre até agora foi o terceiro de 2019, que obteve um excedente de 1.042 milhão de barris.

Já a produção total de gás natural registrou média diária de 286 mil m³/dia nas duas áreas com aproveitamento comercial do energético – Entorno de Sapinhoá e Tartaruga Verde Sudoeste.

Fonte: https://petronoticias.com.br/campo-de-mero-bateu-recorde-de-producao-no-mes-de-marco/