p70
Plataforma P-70, atualmente produzindo em Atapu

As chances de o próximo leilão dos Excedentes da Cessão Onerosa terminar sem ofertas foram bastante reduzidas. A Petrobrás manifestou ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) o interesse no direito de preferência na licitação de Atapu e Sépia, prevista para o final do ano. Como se sabe, essas duas áreas não receberam lances durante o primeiro leilão da Cessão Onerosa, realizado no final de 2019.

A Diretoria Executiva da Petrobrás aprovou a manifestação de interesse no direito de preferência nas duas áreas, com percentual de 30%. De acordo com a companhia, caso haja confirmação desse índice de participação pelo CNPE, a Petrobrás irá desembolsar R$ 1.2 bilhão pela fatia de Atapu e outros R$ 2.1 bilhões para Sépia.

Para lembrar, o CNPE definiu recentemente o valor do bônus de assinatura para os dois campos. Em Sépia, o montante ficou fixado em R$ 7,138 bilhões, com alíquota de partilha mínima de 15,02%. Já para Atapu, o valor pela área foi definido em R$ 4,002 bilhões e a alíquota de óleo lucro em 5,89%. No leilão de partilha, o bônus de assinatura é fixo e vence quem ofertar o maior percentual de alíquota de óleo para a União.

A manifestação de interesse da Petrobrás reduz muito, mas não elimina as chances de o leilão não receber propostas. Como se sabe, na 6º Rodada de Partilha, a estatal havia manifestado seu direito de preferência por Sudoeste de Sagitário e Norte de Brava. Na hora de apresentar lances, a empresa recuou e as duas áreas ficaram encalhadas. Naquela época, o governo se viu surpreendido com a atitude, reacendendo o debate sobre a competitividade do regime de partilha para as áreas do pré-sal.

Fonte: https://petronoticias.com.br/petrobras-sinaliza-interesse-em-atapu-e-sepia-reduzindo-chances-de-deserto-na-disputa/