castello-branco

Alguns dias a mais de uma gestão que já acabou. O já de saída presidente da Petrobrás, Roberto Castello Branco, que se agarrou à cadeira de chefia da estatal e disse que só sai de lá no último segundo de seu mandato, ficará no comando da empresa pelo menos até meados do mês de abril. O Presidente Bolsonaro, mesmo não querendo, vai ter que engolir.

O mandato do executivo chegará ao fim no dia 20 de março. Contudo, a assembleia geral extraordinária que elegerá a nova composição do conselho de administração da companhia só acontecerá no dia 12 de abril, conforme noticiamos. Nessa reunião, será votada a destituição de Castello Branco do conselho, encerrando de vez seu vínculo com a companhia.

Os dias a mais da era de Castello Branco na Petrobrás têm base no artigo 150 da Lei das Estatais (6.404/1976),  que afirma que o prazo de gestão do conselho de administração ou da diretoria se estende até a investidura dos novos administradores eleitos. Como se sabe, o indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para substituir Castello Branco é o general Joaquim Silva e Luna. O nome do militar atualmente está passando pelo processo interno da Petrobrás de aprovação e governança. Só falta a Mortadela cortar a máquina e rejeitarem o nome de Silva e Luna.

Fonte: https://petronoticias.com.br/castello-branco-seguira-no-comando-da-petrobras-ate-o-dia-12-de-abril/