petrobras

Fechou o clima no triângulo entre a Petrobrás e a Odebrecht, com a Braskem no papel de pivô da discussão. A petroleira anunciou que iniciou uma arbitragem contra a empreiteira, pedindo uma indenização de aproximadamente R$ 800 milhões. A Petrobrás alega que a Odebrecht, que agora se chama Novonor, violou o acordo de acionistas referente à Braskem.

A petroleira não divulgou mais detalhes sobre a arbitragem, justificando que o processo está protegido por confidencialidade. A Odebrecht possui 38,3% da Braskem, com 50,1% das ações com direito a votos. Já a Petrobrás tem uma fatia de 36,1%, com 47% das ações com direito a voto.

Como se sabe, Petrobrás e Odebrecht protagonizam – já há algumas temporadas – uma tentativa de venda da Braskem. Nos bastidores do mercado, circulam informações de que a estatal brasileira não anda nada satisfeita com a demora no processo de desinvestimento. Existe, contudo, a expectativa de que a empreiteira comece as negociações para vender sua participação na petroquímica em fevereiro ou março do próximo ano.