article

O Brasil e o Reino Unido querem estreitar ainda mais os seus laços no segmento de energia. Nesta semana, o Ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, assinou um Memorando de Entendimento juntamente com o Ministro de Negócios, Energia e Crescimento Limpo britânico, Kwasi Kwarteng. Na prática, o documento prevê a cooperação entre os dois países em energias renováveis e transição energética. Para alcançar esse objetivo, os dois governos querem fortalecer o desenvolvimento e uso de biocombustíveis, solar, eólica offshore e nuclear. Além disso, a parceria prevê o incentivo ao desenvolvimento de tecnologias e soluções capacitadoras como smart grids e tecnologias de integração de energia renovável.

Para o setor de óleo e gás, o memorando prevê contribuir para a descarbonização dessa indústria, a fim de reduzir as emissões de carbono e o impacto ambiental. A ideia é criar políticas públicas que incentivem a contabilidade das emissões no ciclo de vida e tecnologias de captura e armazenamento de carbono (CCS), hidrogênio (verde/azul) e biogás.

O Brasil e o Reino Unido já possuem uma agenda de cooperação técnica e regulatória no setor de energia, dentro do contexto do Programa Brasil do Fundo de Prosperidade do Reino Unido. A iniciativa tem permitido o intercâmbio de experiência e melhores práticas em energias limpas. Dentro do escopo dessa cooperação, a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) lançou um roadmap da energia eólica offshore no Brasil. O memorando de entendimento completo está disponível no site do Ministério de Minas e Energia.