swswssw

O Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (SindipetroNF), filiado à Federação Única dos Petroleiros (FUP), informou que depois  de cinco casos confirmados de Covid-19 entre os membros da tripulação da P-25, no Campo de Albacora, na Bacia de Campos,  outros 12 trabalhadores também testaram positivo, além de três testes inconclusivos. A unidade contava com cerca de 120 pessoas. A Petrobrás confirmou a contaminação e o desembarque dos infectados. O coordenador de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS) do SindipetroNF, Alexandre Vieira, diz que o sindicato reivindica há tempos à Petrobrás que reveja seus protocolos de testagem e faça a investigação epidemiológica dos casos pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa):  “Queremos que seja feita testagem também no desembarque para que os trabalhadores não levem o vírus para casa, porque podem, sim, se contaminar nas plataformas. Existem evidências suficientes do perigo da transmissão por assintomáticos. Mas a Petrobrás insiste em agir somente nos casos em que as pessoas apresentem sintomas.”

Oficialmente a Petrobrás informou que ocorreram desembarques pontuais na P-25 – plataforma localizada no campo de Albacora na Bacia de Campos, na costa do Espírito Santo – por suspeita de Covid-19.  No comunicado, a empresa diz que “Os colaboradores foram testados em terra, com acompanhamento das  equipes de saúde da Petrobrás e orientações para isolamento nos casos que testaram positivo. Como medida preventiva, a companhia também testou todo o efetivo a bordo. As instalações da plataforma passaram por higienização adicional e foram reforçadas as orientações de distanciamento e prevenção a bordo.

A Petrobrás reitera o compromisso com a saúde e a segurança dos colaboradores e vem adotando procedimentos robustos em todas as suas unidades desde o início da pandemia, atuando sempre de forma diligente. Entre as medidas de prevenção ao contágio estão o período de quarentena com monitoramento de saúde de 14 dias no pré-embarque para todos os colaboradores, avaliação de saúde e testes RT-PCR antes do embarque e, a bordo, uso obrigatório de máscaras, distanciamento entre as pessoas e reforço na higienização.”