marcelo-martins

A Wärtsilä assinou um contrato para converter a propulsão de um dos navios da CBO, operadora brasileira de embarcações de apoio offshore. O ativo em questão é o CBO Flamengo, que será a primeira embarcação da América Latina com propulsão híbrida, alternando sua alimentação entre diesel e baterias.

O escopo do contrato inclui a conversão, serviços de projeto, entrega de solução híbrida e comissionamento. A entrega do equipamento da Wärtsilä está programada para abril de 2021, enquanto a instalação e integração do equipamento será feita pela CBO. Com a mudança, espera-se uma melhora no consumo de energia do navio e redução da sua pegada de carbono.

IMG_2560-1030x687

O sistema híbrido fornecerá energia de redundância e reduzirá aumentos intermitentes de carga (redução de pico), economizando combustível e reduzindo os níveis de emissão de escapamento. Além disso, como os motores operarão por menos horas de operação, os requisitos e custos de manutenção serão reduzidos ”, disse a Wärtsilä em comunicado.

Buscamos menos consumo de combustível fóssil e isso, alinhado às nossas iniciativas de ESG (governança ambiental e social), torna a decisão de instalar baterias em nossas embarcações um caminho natural. A CBO vai oferecer aos nossos clientes uma operação mais eficiente e esse será o primeiro passo de muitos”, completou o Diretor Técnico e Comercial da CBO, Marcelo Martins (foto).