qaaqaqaaqaqa

A Petrobrás confirmou o reajuste nos preços do gás natural desde o dia 1º de novembro, para todas as distribuidoras com contratos iniciados em janeiro de 2020. Os ajustes, segundo a empresa, ocorreram de acordo com parâmetros negociados em fórmulas contratuais, em função das variações ocorridas nas cotações do petróleo Brent e da taxa de câmbio Real/Dólar no último trimestre. O reajuste foi de 26% em US$/MMBtu em relação ao preço do gás de agosto de 2020. Quando medido em R$/m3, o reajuste é de 33%. Apesar do aumento neste trimestre, os preços acumulam uma redução de 38% em US$/MMBtu e de 13% em R$/m3, desde dezembro de 2019, considerando a taxa de câmbio do ultimo dia 30 de outubro. O repasse para o consumidor não foi anunciado pelas distribuidoras.

Em um comunicado, a Petrobrás diz que “ o preço final do gás natural ao consumidor não é determinado apenas pelo custo da molécula de gás e do transporte, mas também pelas margens das distribuidoras e pelos tributos federais e estaduais. Além disso, o processo de aprovação das tarifas é realizado pelas agências reguladoras estaduais, conforme legislação e regulação específicas. Os contratos de venda para as distribuidoras são públicos e estão disponíveis para consulta no site da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP)”.