QAQAQA

O Departamento de Energia dos Estados Unidos (DOE) e a Administração Nacional da Aeronáutica e do Espaço (NASA)  vão estender o acordo de cooperação existente, com destaque para a área de cooperação contínua é a energia nuclear espacial e a propulsão. Um Memorando de Entendimento sobre a expansão de mais de 50 anos de colaboração foi assinado pelo administrador da NASA, Jim Bridenstine, e pelo secretário de Energia Dan Brouillette. O novo acordo substitui o assinado pelas duas organizações em julho de 1992. Discutido durante a reunião do Conselho Consultivo do Secretário de Energia, o acordo apoia a Política Espacial dos Estados Unidos. De acordo com  o programa Artemis da NASA, os americanos pousarão a primeira mulher e o próximo homem na Lua em 2024 e estabelecerão a exploração lunar sustentável até o final da década para se preparar para a primeira missão humana a Marte.

qaaqaqaq

O Memorando de entendimento que foi assinado,  destaca áreas potenciais para colaboração, incluindo: observações científicas do universo primitivo da Lua;  computação, modelagem e simulação de alto desempenho; defesa planetária de objetos próximos à Terra; desenvolvimento de sensores e satélites; energia nuclear espacial e propulsão; consciência situacional do espaço; clima espacial; transferência de tecnologia; e mais. As atividades conjuntas futuras visam continuar a avançar na exploração do espaço civil, descoberta científica e política espacial nacional americana.

qqaaaqaq

A NASA e o DOE também estabeleceram três grupos de trabalho com foco em infraestrutura da superfície lunar, energia nuclear espacial de propulsão  e ciência e inovação, incluindo segurança espacial e defesa planetária. Os grupos de trabalho apresentarão um relatório ao comitê executivo dentro de seis semanas sobre o planejamento e o projeto da infraestrutura necessária para a base lunar Artemis na superfície da Lua. Dan Brouillette( foto a direita)  disse que   “Desde a obtenção de um melhor entendimento da Lua até o fornecimento de combustíveis nucleares para impulsionar as Voyager 1 e 2 no espaço, o DOE e a NASA têm sido fortes colaboradores na missão espacial de nossa nação por décadas. Este novo entendimento continuará nosso estimado trabalho em conjunto, enquanto esta administração se esforça para alcançar a próxima geração de inovações e exploração espacial.”

Para Jim Bridenstine(foto a esquerda), “Artemis depende de uma coalizão de parceiros do governo dos EUA, da indústria e do mundo. A experiência em energia, ciência e tecnologia do DOE continua sendo crucial para o sucesso das missões da NASA. Juntos, iremos amadurecer e preparar sistemas para explorar mais a Lua e aventurar os humanos mais longe no espaço, tudo para o benefício da humanidade na Terra.”