fpso sol

Enquanto a japonesa Modec finaliza os trabalhos de construção do FPSO Carioca, a Petrobrás está avançando no licenciamento do projeto. A estatal solicitou ao Ibama nos últimos dias a licença de operação do navio-plataforma, que irá produzir no campo de Sépia, na bacia de Santos.

O FPSO será instalado a cerca de 250 km da costa brasileira, em lâmina d’água de 2.140 metros, e poderá processar até 180.000 barris por dia de petróleo e 6 milhões de m³/dia de gás natural. A unidade será operada pela Modec e afretada por até 21 anos.

Na última atualização feita pela Petrobrás sobre o avanço da obra do FPSO, a estatal disse que os trabalhos estavam com mais de 88% de avanço físico. O navio deve entrar em operação já no ano que vem. O projeto contempla a interligação de até 15 poços à plataforma.Compartilhar: